In Cinema colaborador Filme

Filmes para Curtir a Bad

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho
Hoje Eu Quero Voltar Sozinho. Imagem: reprodução.
Estou na bad! Como lidar? Aprendi com a maravilhosa Jout Jout que a bad precisa ser vivida da melhor maneira possível. Isso pode soar um tanto quanto estranho, mas não se analisarmos direitinho.

O negócio é o seguinte: qualquer estimulo para tirar esse sentimento ruim aí de dentro de você é sempre muito bem-vindo. Nada de guardar rancor, nada de guardar tristeza, viva aquele momento e faça dele apenas um momento, não deixe a bad durar. Vamos superar isso aí com uns filmes porque é assim que eu faço.

500 Dias com Ela (2009)

500 Dias com Ela
500 Dias com Ela. Imagem: reprodução.
Vamos manter em mente que existem vários tipos de bad, mas nenhuma é mais importante do que a outra. Bad é bad em qualquer situação. E se a sua bad tem a ver a falta de um amorzinho, segura a minha mão e vamos chorar um pouquinho juntos assistindo ao 500 Dias com Ela ao som dessa trilha sonora maravilhosa - sem segundas intenções.  

500 Dias com Ela é um filme triste, porém completamente compreensivo. Tom (Joseph Gordon-Levitt) conhece a mais nova secretária do escritório no qual ele trabalha e instantaneamente se apaixona por ela, julgando-a como o seu grande amor, mas mal acredita ele que Summer (Zooye Deschanel) não quer nada além de um passa-tempo, caindo, assim, em uma cilada-ciente, eu diria. 

Ou você se identificará com o Tom, ou com a Summer. Ou com os dois, como foi no meu caso. Vivi na pele de Summer por um bom tempo, mas acredito que eu seja Tom atualmente. Tenho dado muito de mim para relacionamentos rasos. E isso nos leva para o segundo filme da lista.


As Vantagens de Ser Invisível (2012)

As Vantagens de Ser Invisível
As Vantagens de Ser Invisível. Imagem: reprodução.
Fiquei todo desestruturado depois desse filme porque 500 Dias com Ela e As Vantagens de Ser Invisível foram cronologicamente assistidos e eu percebi que eu estava fazendo tudo errado. Depois dele, vivi o dilema de não saber se eu tinha uma bad superada ou se tinha mais uma para lidar. 

Charlie (Logan Lerman) acaba de entrar para o ensino médio após um ano conturbado. Novo no colégio, sem amigos e com dificuldade para socializar, ele, repentinamente, torna-se amigo dos populares-não-tão-populares-assim Sam e Patrick, personagens interpretados por Emma Watson e Ezra Miller, e a partir disso, ele vive momentos que até então não tinha vivido com ninguém, nem mesmo com seus velhos amigos. 

Ele trata do amor para com amigos e aquele outro tipo de amor. Uma frase que marca o filme é "Aceitamos o amor que achamos merecer", porém esta não foi a minha preferida, mas "Você não pode priorizar a vida dos outros e achar que isso é amor, Charlie".

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho. Imagem: reprodução.
Não sei exatamente por que esse filme me deixa para baixo, mas sempre que assisto a ele eu chego no fundo do poço, tanto que até já o citei em uma postagem sobre filmes para assistir em dias de chuva

Giovana (Tess Amorim) deseja viver ao lado do seu melhor amigo Leonardo (Ghilherme Lobo) um grande drama. O filme gira em torno do desespero de nunca ter beijado alguém na vida, de ainda ser BV. E é então que eles são surpreendidos com a chegada de um aluno novo em sua turma que chama atenção de todos, inclusive a de Léo. 

A trilha sonora desse filme é mais um estimulo curta-sua-bad. Tem Cícero, Belle & Sebastian, Marcelo Camelo. Tem sofrimento de sobra. Assistam-nos!  




Tchau e até a próxima!


Para me acompanhar é só clicar nos links:

Facebook ♥ Instagram ♥ Twitter 

Related Articles

3 comentários:

  1. Meu filme de bad é "Now is Good", gente, que deprê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadooo pela sugestão! Não aguento mais assistir sempre os mesmos filmes na bad lol.

      Excluir
    2. I mean, eles são bons, mas como estou na bad toda semana, às vezes cansa.

      Excluir

Deixe seu cometário ;)