In Filme

Snoopy e Charlie Brown: Peanuts

Peanuts

Peanuts. Imagem: reprodução

Realmente um filme muito inteligente, munido de múltiplas lições e morais e com humor bobinho, simples, sem apelação, que é, porém, o suficiente para te tirar boas risadas. São aspectos que senti falta no Kung Fu Panda 3, por exemplo, e que fazem a relevância de um filme, o que torna um filme memorável: seu conteúdo. 

Charlie Brown é aquele garoto que faz tudo errado - e consequentemente prejudica quem está ao seu redor -, desastrado, que vive naturalmente se metendo em confusão, isso reflete na sua autoestima, aumenta sua insegurança, e ele, como a maioria das pessoas, creio eu, só passa a se incomodar com essa ausência do ordinário quando conhece alguém especial e precisa impressionar esse alguém.

O filme mostra que não é o extraordinário que nos torna amados, mas habilidades que somos capazes de executar no dia a dia, tais como, honestidade, sinceridade, compaixão, que tornam-nos mais humanos e são características que vêm se tornando cada dia mais raras nas pessoas. 

A animação tem um toque artesanal que lembra biscuit e também carrega características das histórias em quadrinho, como balões de fala, uso da onomatopeia, etc. Ela estreou no Brasil no dia 14 de janeiro, mas só assisti a ela no mês passado. 



Tchau e até a próxima!

Para me acompanhar é só clicar nos links:

Facebook ♥ Instagram ♥ Twitter 

Related Articles

1 comentários:

  1. É um ótimo filme! Gosto muito dos quadrinhos e também gostei bastante do filme. ^^

    ResponderExcluir

Deixe seu cometário ;)